prêmio para estudantes graduandos em arquitetura e urbanismo de santa catarina

Trabalhos Premiados 4º Prêmio 2016

01/12/2016

Resultado PREMIADOS:

 

TRABALHO #54 – PRÊMIO

NOME - UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ - UNIVALI

CIDADE/UF - ITAJAÍ/SC

ESTUDANTE - VICTOR JOÃO NUNES ROSLINDO

PROFESSOR - JOSÉ ANGELO MINCACHE

TÍTULO DO TRABALHO - REQUALIFICAÇÃO DO CENTRO ANTIGO DE TIJUCAS – SC

Título do Trabalho: REQUALIFICAÇÃO DO CENTRO ANTIGO DE TIJUCAS - SC

Resumo (texto fornecido pelo autor)

O projeto proposto foi desenvolvido para o Município de Tijucas (SC), e tem como objetivo criar um anteprojeto de um conjunto de equipamentos e espaços públicos conectados ao sistema hídrico do Rio Tijucas e ao centro histórico da cidade. O município e principalmente o centro antigo da cidade se encontram estagnados economicamente, culturalmente e socialmente, aonde a cidade e principalmente as pessoas não reconhecem o Rio Tijucas como elemento catalisador da cidade, o patrimônio histórico como memória e a força social como dinamizador desse conjunto. O projeto se baseia em cinco pilares de atuação: criação de um Masterplan que conecte a porção norte da cidade a porção sul que possui grande potencial, aproveitando os recursos naturais de maneira consciente, promovendo sustentabilidade social, cultural e econômica. Promover o contato das pessoas com o patrimônio histórico, através de espaços públicos que proporcionem a contemplação e acesso aos objetos arquitetônicos restaurados. Resgatar a experiência do antigo porto da cidade extinto, resinificando este sítio com um Waterfront, resgatando e democratizando a borda de rio. Criação de novos equipamentos que atuem em várias escalas e novos usos na área. Projetar a cidade de Tijucas como elemento importante na dinâmica futura da metrópole linear que o litoral catarinense está se transformando.

___________________________________

 

TRABALHO #60 - PREMIADO

NOME - UNESC - UNIVERSIDADE DO EXTREMO SUL CATARINENSE

CIDADE/UF - CRICIÚMA/SC

ESTUDANTE - VINICIUS SILVA DOS SANTOS

PROFESSOR - LUCAS SABINO DIAS

TÍTULO DO TRABALHO - ÁGUA, PESSOAS E CIDADE: COMPLEXO AQUÁTICO PÚBLICO DE CRICIÚMA

Título do Trabalho: ÁGUA, PESSOAS E CIDADE: COMPLEXO AQUÁTICO PÚBLICO DE CRICIÚMA

Resumo (texto fornecido pelo autor)

Água, Pessoas e Cidade: Complexo Aquático Público de Criciúma/SC. Resumo. A existência exclusiva de piscinas privadas no município de Criciúma/SC gera dificuldades para o acesso à prática de esportes aquáticos por parte da população, por isso é idealizado um equipamento público que deverá atender rotineiramente a região sul catarinense, principalmente os criciumenses, e eventualmente Santa Catarina e a região sul do Brasil. Contudo, um complexo aquático idealizado para Criciúma tem potencial para transcender as questões esportivas, haja vista a maneira que a cidade trata seus cursos de água, a falta de equipamentos públicos de lazer e o alto índice de pessoas com doenças respiratórias proveniente da poluição gerada pela exploração de carvão, considerando que as atividades aquáticas, principalmente as aeróbicas, são algumas das mais indicadas por médicos para auxiliar no tratamento de tais doenças. Portanto, o equipamento é projetado de forma a proporcionar um novo contato simbólico da população local com a água e atender não somente esportistas, mas também pessoas interessadas em lazer e saúde por meio de piscinas. A escolha do recorte a ser implantado o complexo é fundamental e decisiva no desenvolvimento do trabalho. Trata-se de um raro vazio urbano percebido como uma conexão entre a área central da cidade e Morro do Céu, o qual se caracteriza como área de preservação permanente. Neste morro nasce um curso de água limpa que atravessa o recorte de forma canalizada. Fato esse que gerou a primeira ação de projeto: Reabrir o curso de água canalizado, reservando uma faixa de preservação permanente de 30m para cada margem. Mais do que uma edificação que comporta o programa de necessidades estabelecido de piscinas e apoios, o complexo procura reconhecer a sua responsabilidade ambiental e urbana, respondendo as condicionantes impostas pelo terreno e entorno. A linguagem arquitetônica se caracteriza de forma minimalista, no qual a horizontalidade, marcada pelas vigas metálicas, busca manter a proporção de escala mais próxima ao pedestre. Inserido na paisagem de forma leve e permeável, o edifício proporciona belas vistas, compostas por ambientes naturais e urbanos, demonstrando que esta relação pode existir com sucesso por meio da arquitetura.

 ___________________________________

 

TRABALHO #61 – PRÊMIO

NOME - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CIDADE/UF - FLORIANOPOLIS/SC

ESTUDANTE - CAROLINA RODRIGUES DAL SOGLIO

PROFESSOR - THEMIS DA CRUZ FAGUNDES

TÍTULO DO TRABALHO - ENCONTROS ENTRE O RURAL E O URBANO: OCUPAR, PRODUZIR E PRESERVAR NA BACIA DO RIO RATONES

Título do Trabalho: ENCONTROS ENTRE O RURAL E O URBANO: OCUPAR, PRODUZIR E PRESERVAR NA BACIA DO RIO RATONES

Resumo (texto fornecido pelo autor)

ENCONTROS ENTRE O RURAL E O URBANO Ocupar, Produzir e Preservar na Bacia do Rio Ratones Este trabalho é resultado de contatos que tive com cenários diversos. Através do Escritório Modelo de Arquitetura tive a oportunidade de conhecer a Comuna Amarildo, ouvir histórias de vida muito diferentes da minha e das pessoas de meu entorno, perceber o valor de uma porção de terra para plantar e para levantar uma casa, por mais frágil que esta seja. Tais vivências abriram meu olhar às dinâmicas da cidade e do campo, ao processo de produção da paisagem, à possibilidade da manutenção do caráter rural junto ao urbano e a importância de se abordar as questões sociais juntamente com as questões ambientais. Este projeto contempla um parque agroecológico e um assentamento da reforma agrária, destinado a 70 famílias, com espaços de produção de alimentos para soberania alimentar, produção e o beneficiamento de alimentos, comercialização de produtos e equipamentos comunitários. A implementação de um parque voltado a práticas agroecológicas na planície da Bacia Hidrográfica do Rio Ratones surge como resposta a demandas sócio-ambientais de Florianópolis. A aproximação do ambiente rural ao urbano busca diversificar o processo de ocupação, integrando questões de inclusão social e proteção ambiental.

___________________________________

 

TRABALHO #63 – PRÊMIO

NOME - UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

CIDADE/UF - FLORIANOPOLIS/SC

ESTUDANTE - MARCELO CARLOS MONTEIRO

PROFESSOR - SAMUEL STEINER DOS SANTOS

TÍTULO DO TRABALHO - PEDREIRA. REPENSANDO A ÁREA HISTÓRICA

Título do Trabalho: PEDREIRA. REPENSANDO A ÁREA HISTÓRICA

Resumo (texto fornecido pelo autor)

Área central de Florianópolis, o antigo bairro da Pedreira tem sofrido um claro processo de declínio, mesmo que apresente uma localização privilegiada e uma grande concentração de infraestruturas urbanas. É um dos poucos lugares da cidade que ainda mantém traços da velha Desterro, seja na configuração de suas ruas, seja na diversidade de suas edificações de valor cultural e histórico. Para tanto, adota-se como objetivo a reinserção da área da Pedreira nas dinâmicas da cidade. Como estratégias fundamentais assume-se: 1) a democratização do setor imobiliário, através de uma maior diversidade de tipologias de moradia; 2) maior justiça social através do aproveitamento de lotes ou arquiteturas deixadas ao abandono; 3) uma melhor urbanidade através da integração, continuidade e complementaridade dos espaços públicos e privados, abertos e fechados. Compreende-se o projeto de requalificação da Pedreira como a construção de novas arquiteturas e ambiências que possam ter relevância urbanística e social, com potencial para alterar as dinâmicas do seu entorno, pensando esses edifícios de modo articulado à cidade.

___________________________________

 

TRABALHO #67 – PRÊMIO

NOME - UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARINA

CIDADE/UF - FLORIANÓPOLIS / SC

ESTUDANTE - MURILO RAMOS

PROFESSOR - ANA ALICE MIRANDA DUARTE

TÍTULO DO TRABALHO - CENTRO COMUNITÁRIO DE APOIO À EDUCAÇÃO INFORMAL, DIRECIONADO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE NA COMUNIDADE FREI DAMIÃO - PALHOÇA – SC

Título do Trabalho: CENTRO COMUNITÁRIO DE APOIO À EDUCAÇÃO INFORMAL, DIRECIONADO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE NA COMUNIDADE FREI DAMIÃO - PALHOÇA - SC

Resumo (texto fornecido pelo autor)

Atualmente tem-se observado o crescimento da violência em áreas de favelização, principalmente entre crianças e adolescentes, que são o principal alvo do desinteresse social. O acesso à escola regular não supre as necessidades diárias de uma criança, visto que o restante do período elas se mantêm sem atividades, vulneráveis a diversos fatores, como a violência sexual, doméstica, o tráfico de drogas e o trabalho infantil. O acesso à cultura , o lazer e a educação não chegam de forma igual para todos, deixando essa parcela às margens da sociedade, segregando-os e permitindo que essa deficiência rompa com a qualidade de vida e seu papel de cidadãos. Dessa forma, a proposta é de um projeto arquitetônico de cunho social que possibilite suprir as necessidades e demandas relacionadas à assistência da criança e do adolescente, possibilitando o acesso à educação informal, assim como diversas atividades artísticas, culturais, de lazer e esportivas. Contemplando espaços para a prática de oficinas, palestras, cursos profissionalizantes, biblioteca comunitária, área de exposições, auditório, refeitório, além de espaços públicos destinados à comunidade, com quadras poliespotivas, playground, acadêmia ao ar livre, horta comunitária e demais áreas de contemplação de acesso à todos, como forma de integrar e trazer vida e segurança à comunidade, além de promover atividades diversas que venham ao encontro de aprendizagens de lições e valores para a vida, evitando a exposição e a vulnerabilidade social.

 ___________________________________

 

Resultado MENÇÕES HONROSAS:

 

 

TRABALHO #56 – MENÇÃO HONROSA

NOME - UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ - UNIVALI

CIDADE/UF - ITAJAÍ/SC

ESTUDANTE - GUSTAVO PEREIRA MELLO

PROFESSOR - GUILHERME GUIMARÃES LLANTADA

Título do Trabalho: ARQUITETURA EMERGENCIAL: A CATÁSTROFE NATURAL COMO OPORTUNIDADE PARA REESTRUTURAÇÃO DE ASSENTAMENTOS PRECÁRIOS

Resumo (texto fornecido pelo autor)

A proposta para o trabalho está voltada para o tema da arquitetura emergencial, onde a objeto arquitetônico funciona como um meio para a requalificação tanto de comunidades atingidas como para as vidas humanas traumatizadas pelos eventos ocorridos. O objetivo principal é dar à população atingida por um desastre natural a oportunidade para se reerguerem social, material e psicologicamente através da arquitetura. A proposta para o assentamento provisório se baseia no modelo de habitação comunitária comumente encontrada nos Estados Unidos, Canadá e Europa: Cohousing, que consiste em uma forma de vida colaborativa, socialmente ativa, onde os moradores possuem sua residência, respeitando sua privacidade, mas as atividades comuns a todos, como refeições, lavanderia, jardins, etc. são feitas em espaços coletivos, de uso comum aos moradores desta comunidade. A oferta de moradia e uma nova forma de vida melhoram as percepções do indivíduo sobre o mundo que o cerca, levantam sua autoestima e o ajudam a se fortalecer psicologicamente e vencer os traumas criados pelas perdas do desastre. O senso de coletividade também ajuda as comunidades a trabalharem juntas para vencer as suas dificuldades e enfrentar possíveis desastres futuros. Em resumo, a proposta é trabalhar no psicológico das pessoas através do ambiente, fornecendo uma moradia, mantendo-a ocupada com os serviços comunitários e educando-os para uma forma de vida mais pública e que agride menos o meio ambiente onde está inserido.

___________________________________





Parceiros, Patrocinadores e Apoiadores

Realização e Coordenação Geral:

Organização e Coordenação Técnica: